frases soltas de um dia qualquer

… são que horas? meu deus, três e quarenta e cinco e esse banheiro está rodando. preciso de um cigarro. preciso do meu pijama! tem alguém me esperando, eu acho. será que eu cochilei? será que eu sentei no vaso desse bar podre e dormi? eu apaguei. to ouvindo alguém me chamando! vou tentar…

é… não consigo. será que consigo dormir? eu err… eu precisava dormir! minha cabeça tá rodando. acho que foram mais tequilas do que eu devia beber.

que dia que é hoje? segunda, terça? ah… hoje é quarta. o que eu fui fazer mesmo e por quê eu parei nesse bar? o que eu to fazendo aqui?

eu precisava fugir. ou esquecer. ou simplesmente desligar o telefone. tem dias que adoraria me manter bêbada, durmo com mais facilidade…  tem dias que gostaria de voltar três casas e começar o jogo outra vez, mas eu sempre tive preguiça de recomeçar. eu sempre soube que passaria pelas mesmas fases e aquilo não me levaria a lugar algum…

… no que estou pensando? quem estou tentando enganar?


jogo uma água no rosto, me olho no espelho. que trapo. que trapo.

já são quatro e quinze. sairei do banheiro com o que? um sorriso ou essa confusão estampada no rosto? e minha bolsa? achei. ótimo. minha carteira? tudo aqui. perfeito…

celular? dentro do vaso. parabéns, mais uma vez me superei. vou rir disso um dia. preciso ir embora. mas antes… eu trabalho hoje? do que eu realmente tô precisando fugir? eu preciso…

vômito. vomitar nunca foi algo que gostei de fazer e esse cheiro me enoja. me enjoa. enjoada. me vejo dentro de um banheiro, em um bar qualquer com o celular molhado mas funcionando e… sono. que sono. meu corpo quer me apagar só que preciso ir pra casa. hora de sair do banheiro.

reconheço as pessoas e elas desacreditam que dormi no banheiro. rimos de algo engraçado e digo que preciso ir embora. alguém me traz em casa. alguém abre a porta do carro e diz “boa sorte pra acordar”.

ando me escorando nas paredes. procuro a chave e tento inúmeras vezes encaixar no buraco da fechadura. que complexo. isso não deveria estar aqui…

entro em casa e me jogo na cama. pensei no sofá,  mas ia parecer bêbada demais e eu não queria isso. gostava de dormir nele,  mas vamos manter o bom senso…

… e maldita seja a hora de deitar a cabeça no travesseiro.

como uma explosão eu lembro…
LEMBRO DE TUDO!

e pra continuar fugindo, apago como todos os outros dias. só que dessa vez, dessa única vez, durmo chorando.

Um comentário em “frases soltas de um dia qualquer

  1. Eita desassossego… [adorei a trilha].

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O eu insólito ...

Jaqueline Bastos

LEONARDO KATONA

Professor e Historiador. Completamente perdido por ai....

S.O.S Srta Brito

DICAS DIY, MODA, BELEZA, DECORAÇÃO E SAÚDE.

@xykosanto

eu não estou interessado em nenhuma tiuria

Universo Inconsequente

"Assim como o universo somos inconstantes e infinitos a serem descobertos."

Consultoria Rodrigo Nitzke

Mailing de alta qualidade através do LinkedIn

Alugue Sorrisos

Muito amor e sorrisos <3

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close